sábado, 23 de abril de 2011

Conversando com a Lua...

É meio complicado tentar intender um ser humano pelo seus atos.
Gostaria muito de estar aqui hoje, e falar sobre coisas que realmente fazem sentido para mim, para você... Eu li em algum jornal destinado ao ramo empresarial que perguntaram a entrevistada que se perguntado a alguem, aleatório na rua, o que o ser humano realmente almeja, o que ele responderia? Após uma longa pausa ela concluiu que a melhor resposta seria Dominar o MUNDO. E confesso a vocês que fiquei refletindo sobre isso. E chego ao veredito final, de uma tese nao tão bem explicada como deveria ser, que ela não estava mentindo. Temos o desejo insaciável de sermos indispensaveis a qualquer um que nos cerque, seje esta pessoa parte de um grupo de amigos, familia... Até mesmo em um simples flerte.  Sim, quando flertamos com alguem, queremos que a pessoa intenda, em um simples gesto de lábios, ou no mais singelo piscar de olhos, que somos quem ela realmente queira. Tentamos fazer com que pessoas sejam persuadidas pelo que acreditamos ser o correto, muitas vezes ficamos tão presos ao EU que nos esquecemos que por mais que desejamos o MUNDO, somos obrigados a encarar o Mundo, Every single day. Tento tornar cada palavra aqui escritas, como uma forma única de falar comigo mesmo, talves enquanto alguns se escondem em paginas e mais paginas de livros eu prefira me despir. Existem momentos em que correr não é a melhor opção, mesmo que logo ali na frente voce consiga ver uma caverna escura e fria aonde possa se esconder. Ja escondi tantas coisas de mim mesmo, ja me decepcionei tantas vezes comigo mesmo, que cheguei a ponto de nao gostar mais do reflexo que o espelho mostrava. As vezes é preciso arriscar, afinal, quem disse que em todo fim do poço existe agua? Muitas vezes nadamos por imensos oceanos turbulentos e por medo decidimos morrer na praia. Não estou pronto ainda para desistir. Podem confiar!

[...]"Aprende que nem sempre é suficiente ser perdoado por alguém, algumas vezes você tem que aprender a perdoar-se a si mesmo. Aprende que com a mesma severidade com que julga, você será em algum momento condenado. Aprende que não importa em quantos pedaços seu coração foi partido, o mundo não pára para que você o conserte. Aprende que o tempo não é algo que possa voltar para trás.[...]
(Um dia Você Aprende - William Sheakspear)

Um comentário:

Lucas Maicon disse...

Eh tão mais fácil fugir de tudo , mas é aí que você descobre que não foge de você e o que te aflige sempre te acompanha , lindooooo!Fernando obrigado por compartilhar .